Por que depois que torci meu tornozelo agora o torço com mais facilidade?

Esta é uma pergunta feita por um cliente que relatou que, jogando seu futebol, torcei o tornozelo e mesmo depois passou a dor, ele voltava a torcê-lo com frequência.

A resposta para isto está no comportamento do tecido mole, a fáscia. O comportamento do tecido mole sofre alterações que são decorrentes da repetição de movimentos e de posturas prolongadas.

fascia

No caso do tornozelo, o que ocorreu foi um movimento brusco, de forma aguda que, por ventura, pode ter tornado esta articulação suscetível a voltar a se movimentar daquela maneira.  Então, faltava estabilidade no tornozelo para aquele movimento, que no caso foi um entorce em inversão.

tipos entorse

Ao observar uma lesão, devemos pensar que a região afetada muito provavelmente não foi a culpada. Imagine uma represa que se rompe e inunda uma cidade. A culpa não foi das casas e das ruas, mas sim da represa. O mesmo ocorre com as lesões, muitas vezes, a região afetada não é a culpada. Ao avaliar este cliente, a opção escolhida foi trabalhar a propriocepção do tornozelo, ajustar a marcha através de trabalhos de mobilidade no quadril e fortalecimento dos flexores dos quadris e core.